SPED? O que é isso?

Muitos empresários vêem questionando a respeito desse sistema e como ele pode afetar sua empresa, vamos tentar ajudar com algumas explicações sobre o tema:

Com a revolução digital, hoje os computadores são ferramentas de grande importância, pelo por ele  as empresas vendem, compram, pagam suas contas, conversam com seus clientes, com isso os órgãos fiscalizadores buscaram ferramentas que pudessem facilitar seus trabalhos, proporcionando agilidade, economia e a menor burocracia possível, vocês se lembram como fazíamos antes nossas declarações de renda? Primeiro em papel, depois o disquete e hoje enviamos direto via web, menos burocrático e não gastamos dinheiro comprando formulário ou disquete.

A sigla SPED significa – Sistema Público de Escrituração Digital é o sistema que unifica as atividades de armazenamento de dados de Notas Fiscais Eletrônicas de recepção, valida livros e documentos que integram escrituração comercial e fiscal das empresas, dando autenticidade a eles, com isso substitui os livros contábeis e fiscais convencionais. Com todos os dados contábeis e tributários em um só arquivo o gerenciamento das informações fica facilitado proporcionando economia de tempo e dinheiro para o empresário, é claro que vai haver um controle mais adequado dos órgãos fiscalizadores, porque o sistema cruza dados e informações

Esse sistema que começou como um projeto piloto em 2007 e 2008 entrou pra valer em janeiro de 2009, Atualmente, todos os empreendimentos que possuem um faturamento superior a R$ 3 milhões e recolhem impostos pelo lucro real ou presumido são obrigados a aderir ao Sped, com direito a cobrança de multa caso não efetuem a adesão ao programa.

O que promete o SPED:

1.       Reduzir práticas fraudulentas;

2.       Reduzir a presença de auditores fiscais nas instalações do contribuinte, já que poderá fazer tudo remotamente;

3.       Melhorar e adequar o intercâmbio de informações entre as fazendas do Governo Federal, Estados e Municípios, mediante a padronização e compartilhamento das informações contábeis e fiscais, respeitadas as restrições legais;

4.       Acesso as informações tato por parte dos fiscais como pelo dos empresários será mais rápido;

5.       Itens de intenso controle do fisco serão mais simples e consequentimente mais ágil, tais como: comércio exterior, regimes especiais e trânsito entre unidades da federação.

Com a diminuição de uso e consumo de papel, redução de custos, simplificação e facilitação do processo para a empresa, a redução da sonegação, o maior controle do processo e o consequentemente aumento de arrecadação por parte do fisco o SPED promete ser uma revolução digital na contabilidade das empresas.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: