Não perca a oportunidade do beneficio do Simples Nacional

Foto: Cleto Paixão

Não é só a extrapolação do limite de receita anual, 2,4 milhões ou o não pagamento do Imposto (simples) que faz com que a empresa deixe de fazer parte desse benefício, se o cadastro da empresa estiver desatualizado junto aos órgãos fiscalizadores também é motivo, assim como o não pagamento do IPTU ou do CIM – Cartão de Inscrição Municipal, no caso de Recife ou outro que o valha em outros estados, o não registro de funcionário que trabalha para sua empresa são motivos que fazem com que a fiscalização exclua as empresas do benefício por isso previna-se e

Há! E não esqueça que o prazo para agendar a opção pelo regime do Simples Nacional termina dia 30 de dezembro, o agendamento é solicitado por meio do site www.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional, para que seja efetuado o agendamento será necessário o número do CNPJ. Para empresa da área de comércio, é necessária inscrição fiscal nas esferas estadual e municipal. No Distrito Federal, para empresas de qualquer tipo, só é cobrada uma única inscrição na Secretaria de Fazenda.

Para quem ainda não optou, não perca o prazo e bons negócios. 

Não é só a extrapolação do limite de receita anual, 2,4 milhões ou o não pagamento do Imposto (simples) que faz com que a empresa deixe de fazer parte desse benefício, se o cadastro da empresa estiver desatualizado junto aos órgãos fiscalizadores também é motivo, assim como o não pagamento do IPTU ou do CIM – Cartão de Inscrição Municipal, no caso de Recife ou outro que o valha em outros estados, o não registro de funcionário que trabalha para sua empresa são motivos que fazem com que a fiscalização exclua as empresas do benefício por isso previna-se e

Há! E não esqueça que o prazo para agendar a opção pelo regime do Simples Nacional termina dia 30 de dezembro, o agendamento é solicitado por meio do site www.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional, para que seja efetuado o agendamento será necessário o número do CNPJ. Para empresa da área de comércio, é necessária inscrição fiscal nas esferas estadual e municipal. No Distrito Federal, para empresas de qualquer tipo, só é cobrada uma única inscrição na Secretaria de Fazenda.

Para quem ainda não optou, não perca o prazo e bons negócios.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: