Mais um Estado amplia benefícios as MPEs

Optantes do Supersimples em Mato Grosso têm redução do ICMS

Alteração ajusta dispositivo do regime fiscal para todo o Estado no âmbito da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa.      Jonas da Silva

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

Empresas optantes pelo Simples Nacional em Mato Grosso terão redução da alíquota do ICMS de 11% para 9% já a partir do ano que vem e depois gradativamente vai chegar a até 3,5% até 2014. O mecanismo tributário simplifica recolhimento de impostos federais, estaduais e municipais. Em 2011, a redução permitirá recolhimento de 7,5%, e nos dois anos seguintes as empresas recolherão 6% (2012) e 4,5% (2013). As alterações no regime fiscal foram estabelecidas em um decreto do governo do Estado de Mato Grosso (2.270, de 4 de dezembro).

As novas regras são destinadas a microempresas e empresas de pequeno porte com faturamento de até R$ 1,8 milhão ao ano. A estimativa do setor é que cerca de 70 mil empresas do Estado sejam beneficiadas. As mudanças ocorreram devido a sugestões acolhidas pelo governo das federações do comércio e da indústria (Fecomércio, Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas-FCDL, Facmat e Fiemt) e do comitê estadual do Super Simples.

O decreto atualiza, no Estado, dispositivo sobre o regime tributário à micro e empresa definido na Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, uma ação prioritária do planejamento de políticas públicas do Sebrae. “A assinatura desse decreto pelo governador Blairo Maggi resgatou a dignidade de aproximadamente 100 mil microempreendedores no Estado. É uma luta antiga, reivindicação justa de diminuição da carga tributária”, destaca o vice-presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), Paulo Gasparotto, a respeito da redução da alíquota do ICMS.

Segundo Gasparotto, em 100 mil empresas, mil pagam 95% dos impostos. “Sei que em vários momentos tivemos vários embates fortes. Mas os presidentes de associações comerciais não estão para agradar o governador e o secretário”, reconheceu o governador os pedidos do setor.

O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae/MT, secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia, Pedro Nadaf, afirmou que o decreto contemplará “85% de todas as empresas de Mato Grosso com redução efetiva da carga tributária nos próximos anos”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: